Carregando...

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Fontes de dados geoespaciais

Bookmarks
Olá pessoal,

Segue uma lista que pode ser muito útil para que você possa começar a criar o seu próprio banco de dados geoespaciais.

Bom proveito!


Vetores (shp, dwg, dgn, etc.)



Raster (imagens, SRTM, etc.)

Web Services

Web SIG

Mapas (estáticos)

Bancos de Dados


terça-feira, 10 de março de 2009

As toponímias no alvo dos otimizadores de motores de busca

Recentemente, a cidade de Eu, na França, declarou que planeja mudar o seu nome, com o objetivo de atrair potenciais turistas através de buscas na internet.

Caso você experimente digitar “Eu” na internet, você encontrará milhares de sites com tal referência, nas mais diversas línguas. Essa imensidão de resultados dificulta a tarefa de potenciais turistas ao tentarem buscar mais informações a respeito da cidade na internet.

Isso pode levar o internauta a pensar que tal cidade é insignificante, porém, ela apresenta alguns castelos e magníficos jardins (diga-se de passagem, Eu tem particular importância na história brasileira, pois foi com o Conde d’Eu, ou Gastão de Orléans, que a nossa então Princesa Isabel casou-se antes de assinar a Lei Áurea. Foi também em um castelo na cidade de Eu, que ela passou os últimos anos da sua vida, sempre auxiliando brasileiros de passagem pela França, inclusive Santos Dumont).

Assim, para tentar aumentar a visibilidade da cidade na internet, e consequentemente, aumentar o turismo na região, Marie-Françoise Gaouyer, atual prefeita de Eu, dispõe de duas alternativas: pagar para os gigantes da busca na internet (como Yahoo e Google) para colocarem a cidade no topo das buscas; ou mudar o nome da cidade! A segunda solução parece ser a mais interessante, do ponto de vista da prefeita.

Esse seria um modo de “turbinar” a toponímia da região com o intuito de fazer com que cidade possa se tornar conhecida mundialmente. Em outras palavras, é aplicação de técnicas de otimização de motores de busca (ou Search Engine Optimization, acrônimo SEO) no referenciamento natural da localidade de Eu. Segundo a wikipédia, SEO é o conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados naturais (orgânicos) nos sites de busca.

Mesmo que estratégias de SEO sejam já a algum tempo pauta de discussão, essa é primeira vez que eu pude observar o cruzamento (ou influência) desta tecnologia com a toponímia de uma região.

[Fonte 1, Fonte 2]

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Cartografia inútil

Se você é tarado por cartografia e adora ver mapas estampados por todas as partes, este post vai lhe surpreender!

1.Abajur: Aprenda a empregar o segundo "R" dos 3R (Reduzir, Reaproveitar, Reciclar) com todos aqueles mapas antigos que estão mofando na sua mapoteca. Clique aqui para saber como.

2.Bar: Você adoraria ter um barzinho na sua biblioteca mas acha que nada iria combinar com o restante da decoração? Talvez esse globo seja a solução perfeita! Veja aqui como adquiri-lo.

 

3. Pratos: Esses pratos são muito legais, e são a decoração perfeita para a cozinha de todo cartógrafo. Saiba mais aqui

4.Vaso de flores: Ideal para interiores e jardins de inverno. Este modelo da foto é vendido num site de comércio eletrônico, porém, ele parece ser bem fácil de reproduzir em casa utilizando isopor, papel e cola. Neste site você pode saber mais a respeito do vaso topográfico.

5. GPS de papel: Esse "GPS" é um tanto quanto engraçado, e é mais uma tiração de sarro do que algo realmente praticável. Todavia, veja aqui mais informações a respeito desse instrumento de navegação.

E por último, uma cartografia não tão inútil assim...

Contudo, neste caso, eu recomendo esse acessório aqui. Nunca se sabe, não é?!

Ok, chega de brincadeira, de volta ao trabalho...

Fontes: Referência Zero, World Maps Online, Ah Tri Né, Bem Legaus, Sports Illustrated.